Pós-paralisações em Bento: Gasolina mais cara, volta às aulas e retomada dos serviços

af1bb32d-99f9-4aff-87ce-819e1c474fae

O começo desta semana, pós feriadão de Corpus Christi, será marcado pela retomada das atividades em Bento Gonçalves. Na área dos transportes, educação, política, coleta de lixo, entre outros itens. Ainda na quarta-feira, dia 30, a desmobilização dos caminhoneiros ganhava força e aos poucos, o abastecimento de insumos e combustíveis era retomado.

Apesar do aumento de 2,25% do preço da gasolina nas refinarias pela Petrobras, foram inúmeras as filas de condutores que buscaram abastecer seus veículos nos postos da cidade e até municípios vizinhos. Ainda há postos que o combustível não normalizou e nenhuma lista de estabelecimentos foi divulgado pelo Sindipetro Serra Gaúcha (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, de Empresas de Garagem, Estacionamento, de Limpeza e Conservação de Veículos e Lojas de Conveniência de Caxias do Sul e Região). Aliás, a entidade divulgou nota informando que todas as ações de reabastecimento ocorreram “de forma sigilosa, para não prejudicar a segurança, com um primeiro comboio para trazer gasolina para as revendas de Caxias do Sul…com um resultado positivo e sem problemas nesta operação, ampliamos para outras cidades da região a possibilidade de trazer mais combustível”.

Com a retomada do combustível, aos poucos também foi normalizada a situação do gás de cozinha no Estado e na região. Embora ainda não com os estoques necessários, revendedoras conseguiram no feriadão retomar o produto para abastecer a população. A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgou nota em que alertava para a redução dos estoques, teve até este final de semana a chegada de produtos nos mercados. Somente nesta semana que deverá ocorrer a normalização, inclusive de alguns cortes de carnes, que chegou a faltar em determinados estabelecimentos, assim como verduras e frutas.

7c115036-1ef9-484c-bf15-c05d041c716dRN Freitas, que coleta lixo orgânico e efetua transporte de resíduos, que teve prejudicado o transporte para Minas do Leão inclusive com carretas ficando trancadas em meio aos manifestos, conseguiu a limpeza do transbordo ainda na quinta-feira, com a coleta sendo normalizada após o final das paralisações.

Corsan informou na última semana da possibilidade de desabastecimento, por falta de produtos químicos para o tratamento da água. Em Bento Gonçalves os insumos chegaram durante o feriado, não trazendo qualquer alteração.

Transportes Santo Antônio e a Bento Transportes que reduziram os horários com a greve dos caminhoneiros, aos poucos foram retomando o cronograma habitual e nesta segunda-feira, normalizam o serviço para a população.

As aulas nas Redes Municipal e Estadual serão retomadas nesta segunda-feira normalmente em Bento. Instituições como a UCS (Universidade de Caxias do Sul), IFRS (Instituto Federal do Rio Grande do Sul) e Faculdade Cenecista voltam neste começo de semana.

Conforme a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), as perdas previstas para o setor industrial, até a última quarta-feira, já chegavam a R$ 2,9 bilhões em termos de faturamento.

Na área religiosa, de acordo com a Diocese de Caxias do Sul, até missas foram canceladas na área de abrangência (74 paróquias na Serra), em virtude de padres não poderem efetuar deslocamentos por combustível, especialmente em comunidades mais afastadas.

No turismo, apesar de não ser divulgado um dado oficial, estima-se que em um dos melhores feriadões para o setor na Região Uva e Vinho da Serra, o Corpus Christi, mais de 30% de reservas em hotéis chegaram a ser canceladas ou remarcadas.

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora