Polícia Federal desarticula facção criminosa estabelecida na região da Serra Gaúcha

Caxias do Sul/RS – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (3/3) a segunda fase da Operação Teiniaguá, em continuidade às ações operacionais direcionadas contra facção criminosa atuante no narcotráfico estabelecida na região da Serra Gaúcha, que opera dentro e fora do sistema prisional.

Policiais federais cumprem dois mandados de prisão preventiva de membros da organização criminosa e executam o bloqueio de mais de 20 contas bancárias pertencentes a pessoas físicas e jurídicas, utilizadas para movimentar o lucro proveniente do tráfico de drogas.

A primeira fase da Operação Teiniaguá, deflagrada em dezembro de 2020, apurou que o grupo investigado foi responsável por internalizar em solo brasileiro mais de uma tonelada e meia de cocaína em um período de aproximadamente seis meses. A ação policial culminou com a prisão de 22 criminosos, além do sequestro de mais de R$ 2,3 milhões em bens móveis, imóveis e ativos financeiros de origem ilícita.

Durante o mês de fevereiro, a Justiça gaúcha deferiu pedido formulado pela Polícia Federal e determinou a transferência de quatro indivíduos que integram a organização criminosa para outras unidades prisionais do Estado. A ação visou a desarticulação do grupo por meio do isolamento de suas lideranças.

Os investigados nesta segunda fase responderão pela prática dos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro, com penas previstas que podem chegar a mais de 40 anos de reclusão.

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal em Caxias do Sul