Polícia Civil apresenta balanço da criminalidade em Garibaldi

A Delegacia de Polícia de Garibaldi, através do delegado titular, Clóvis Rodrigues de Souza, realizou uma coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira, dia 1º de setembro, para apresentar um balanço dos números da criminalidade na cidade fazendo um comparativo entre o primeiro semestre de 2020 e o mesmo período de 2021.

Entre os números apresentados pelo delegado, compreendidos no período de janeiro a junho, estão o quantitativo de prisões, apreensões de drogas, casos de Lei Maria da Penha e ações visando a saúde e segurança das pessoas durante a pandemia.

Tráfico de drogas

Em 2021 foram abertos 13 inquéritos pelo crime de tráfico de drogas, contra oito em igual período do ano passado, desses, uma pessoa foi condenada a quase 20 anos de prisão. Neste ano 24 indivíduos foram presos pelo crime, sendo que no ano anterior foram 17 adultos e uma menor apreendido.

Já com relação a apreensão de dinheiro oriundo do tráfico e drogas foram apreendidos até aqui, neste ano, cerca de R$ 5,4 mil, e 192g de entorpecentes, contra o quantitativo de R$ 1,8 mil e mais de 800g de drogas no ano passado. Em 2021 foram registradas ações, prisões e apreensões nos bairros Santa Terezinha, Vale Verde, Ferroviário, Chácaras, Três Lagoas, Tamandaré, São Francisco, Centro e Alfândega.

 

Homicídios e prisões

A taxa de homicídios no município aumentou neste primeiro semestre do ano em relação a igual período de 2020. Foram registrados cinco mortes violentas em 2021, sendo três relacionadas ao tráfico, contra duas no ano que passou, essas também relacionadas ao tráfico

Maria da Penha

Nos atendimentos de casos de Maria da penha, destacam-se os números que tiveram queda como ameaça, perturbação, lesão corporal, descumprimento de Medida Protetiva e tentativa de feminicídio. No total foram atendidas 73 ocorrências no primeiro semestre de 2021, contra 67 em igual período de 2021.

Dessas, no ano passado 27 evoluíram para representação, enquanto neste ano foram 29. Pelo menos duas prisões foram efetuadas em 2021, contra nenhuma em 2020, e 57 Medidas Protetivas de Urgência foram emitidas no ano passado, contra 52 neste.

Central de Jornalismo / Unidade Móvel Difusora

(KPJ)