PM que desiste de campeonato mundial sem recursos é adotado por empresário caxiense

A história do soldado Rafael Vargas Correa de 34 anos, que já conquistou por quatro vezes vaga para competir o campeonato mundial de Triathlon, e estar entre os melhores atletas do mundo e adiou por falta de dinheiro, comoveu internautas e viralizou nas redes sociais e ganha novo rumo. Só na página da Brigada Militar CRPO/Serra, graças ao envolvimento com curtidas, comentários e compartilhamentos, a postagem teve mais de 116 mil pessoas alcançadas e muitas querendo ajudar, entre eles o empresário caxiense Alexandre Zanella.

Zanella um dos proprietários da Academia Engenharia do Corpo se sensibilizou com o esforço do policial e assumiu o patrocínio oficial, e irá arcar com todas as despesas para ajudar realizar o sonho do atleta. No próximo dia 22 de setembro, o soldado participa no Rio de Janeiro da nova eliminatória que garante vaga para o mundial de Triathlon em 2020 na Nova Zelandia, desta vez, se ele conquistar a vaga já poderá confirmar presença para o desafio final.
O empresário ressalta – já ajudamos grupo de corrida, time de basquete, equipe de jiu-jitsu, e entendemos que não há um efetivo retorno, mas acreditamos na importância de projetos sociais; e a história do Rafael mexeu com a gente.

O empresário que inaugura nos próximos dias sua quarta academia na cidade, anunciou ainda que até janeiro serão 15 unidades da Academia Engenharia Do Corpo espalhadas em todo o estado, exceto a filial no bairro Lourdes em Caxias do Sul e das 17h às 21h, nos demais estabelecimentos e horários em todo o estado, Policiais, Bombeiros e Agentes da SUSEPE, possuem passem livre (isentos).

Além do patrocinador oficial, o soldado recebeu doação financeira da Fundação Marcopolo, Associação da BM – ABAMF/Caxias do Sul, bem como da Cervejaria Salvador, a qual também fez doação e anunciou 10% de desconto na comanda, para todo policial militar, mediante apresentação da carteira funcional.

Outros empresários, também fizeram contato com a Assessoria de Comunicação da BM na Serra, oferecendo apoio ao PM, que felizmente já havia sido “adotado”.

Redação/foto: Jackson Cardoso – CRPO/Serra