Operação conjunta apreende animais silvestres, armas e munições em Bento

Uma Operação conjunta entre a Polícia Civil, através da Delegacia do Meio Ambiente (DEMA), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Ibama, Patram (Polícia Ambiental da Brigada Militar) e Arpa (Associação Riograndense de Proteção ao Meio Ambiente e Animais), resultou na apreensão de animais silvestres, equipamentos, armas e munições, na manhã desta sexta-feira, dia 14, em três bairros de Bento Gonçalves.

Foram cumpridos mandados de apreensão em pelo menos três residências, nos bairros Progresso, São João e Zatt.  Mais de 70 pássaros foram apreendidos, alguns de alto valor comercial, além de gaiolas, anilhas, demais equipamentos, armas, silenciadores e munições.

Os responsáveis pelos animais devem responder criminalmente por tráfico de animais silvestres, e administrativamente através de multas que podem variar de R$ 500, para animais que não estejam ameaçados de extinção, a até R$ 5 mil, para animais em ameaça de extinção.

Entre os animais apreendidos estavam espécies como cardeal, bicudo e trinca-ferro. Ainda foi apreendido um animal raro da espécie concriz, também conhecida como corrupião ou rouxinol. Esta espécie de pássaro é encontrada nos estados do Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, em Goiás, Tocantins e no leste do Pará. Seu habitat é na caatinga e zonas descampadas secas, sendo um dos pássaros mais apreciados do Brasil.

Os animais apreendidos serão levados para o centro de triagem do Ibama em Porto Alegre, receberão tratamento, e após, passarão por uma readaptação para retornarem ao seu habitat natural. A Operação ocorreu simultaneamente na cidade de Caxias do Sul, com apreensão de uma espingarda cal. 32, uma carabina de pressão, duas cartucheiras, nove cartuchos calibre 32, 89 estojos cal, 38; recolhidos na Estrada Municipal Vicente Menezes.

 

Fonte e foto: Central de Jornalismo Difusora