Mostra Bienal de Teatro conta com nove espetáculos em Bento

site_prefeitura_mostra

Fantasia, beleza, lirismo, risadas e surpresas para todas as idades esperam a comunidade bento-gonçalvense de 18 a 22 de setembro. O evento ocorre em três pontos: Fundação Casa das Artes, Praça CEU e na Praça Ismar Scussel. A Mostra Bienal de Teatro traz nove espetáculos que tratam de assuntos como bullying, política, amor e Shakespeare.

De acordo com o secretário da Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, “a Mostra Bienal de Teatro traz peças que possibilitam incentivar a reflexão desde os pequenos até a melhor idade. Assim, montamos uma programação que contemplasse, por meio da ficção, temas que estão em evidência e que são vivenciados pelo público, em suas rotinas diárias que também se estende para o âmbito virtual”.

A Bienal visa promover a circulação e difusão do segmento no município, incentivando a prática teatral e a formação de platéia.

A entrada é gratuita, mediante a doação de um quilo de alimento não-perecível ou um quilo de ração, que será destinado para o Programa Cultura do Bem.

Programação

Dia 18 de setembro

Ninguém É Perfeito – 14h – Anfiteatro Ivo A. Da Rold

Sinopse: A peça se passa numa sala de aula, onde estudam animais de diversas espécies. A Coruja e a Onça são as professoras do colégio, responsáveis pela turma de alunos. Porém, a aula se assemelha em muito com a das crianças em nossas escolas atuais, onde existem muitos direitos e poucas obrigações e onde o respeito entre os colegas e para com os professores muitas vezes é esquecido.

Nesta criativa trama, o bulling, assunto tão atual e preocupante, é abordado de maneira clara, objetiva e divertida, fazendo um retrato crítico da educação brasileira e propondo uma mudança de atitudes e valores.

Conto de Terror e Miséria – Coletivo Errática – 19h – Sala de Espelhos da Fundação Casa das Artes

Sinopse: A encenação traz alguns contos da peça Terror e Miséria no III Reich de Bertolt Brecht que nos mostra o dia a dia das pessoas que viveram na época do nazismo e a opressão que os mantinha em constante estado de alerta, podendo a qualquer momento cair em uma armadilha.

Uma sociedade refém do medo, este medo que acaba impulsionando algumas atitudes de resistência, mas que acima disso repreende o suficiente para calar a maior parte delas. Fala de um momento em que nem mesmo quem sempre esteve ao seu lado será confiável e que a qualquer momento você pode será levado ou mesmo desaparecer.

7×1 – 7 Personagens Para 1 Ator – 20h – Sala Pública de Cinema

Sinopse: Em uma primeira leitura, o termo “7×1” pode remeter a famosa derrota da seleção brasileira na Copa de 2014, mas não se engane. E se conseguirmos transformar algo negativo em uma situação positiva de forma humorística? Esse foi o desafio proposto pelo ator Márcio de Oliveira com o monólogo humorístico “7×1 – 7 personagens para 1 ator”. Brincando com a situação, juntou sete personagens que já vem trabalhando ao longo da sua carreira e os reuniu em uma história que mostra um cientista tentando lidar com suas 7 personalidades. Juntando fatos do cotidiano das pessoas, a comédia retrata personagens distintos, com características marcantes entre eles, tudo isso, apresentado pelo ator no palco, praticando a transição entre cada um dos personagens em cena e junto ao público.

Dia 19 de setembro

Cimbelino XXI: Um Ensaio – Artistas no Palco – 10h – Auditório da Praça CEU

Sinopse: A peça é a mais nova atuação da trupe Artistas no Palco, adaptação da peça “Cymbeline” (uma das mais problemáticas) de Shakespeare. Cimbelino é um rei fraco e amargurado que, instigado por uma rainha ambiciosa, manda para o exílio Póstumo, com quem sua filha Imogênia havia casado em segredo. Mas o interessante, e diferente, nesta adaptação da diretora Máhrcia Carraro é que o público vai assistir a um ensaio da peça, onde diretor e atores interagem e interpretam a história com nuances de conto de fadas, paródia, tragédia e realidade atual. O ensaio permite que a platéia reflita se divirta com temas como bullying e selfie numa peça do século XVII.

Os 3 Reis – Artistas no Palco – 14h – Sala Pública de Cinema

Sinopse: Todos sabem que o mais eficaz rei para uma floresta é o Leão, mas e se ele ficar doente? E se o herdeiro do trono for jovem demais para assumir? Um elefante, um macaco e uma raposa podem ser a solução.

Dia 20 de setembro

Pirueta Clown – 19h – Tudo Vira Cena – Sala de Espelhos da Fundação Casa das Artes

Sinopse: O espetáculo em Clown trás ao palco Pirueta, uma palhaça que vive em uma estação de trem, na expectativa de que algo novo possa acontecer, entre seus sonhos e a saudade de casa, passa por diversas emoções levando a platéia ao riso e as lágrimas. Vivencia junto com a platéia os seus maiores desejos e diverte-se como se não houvesse tristeza, mas o que ela quer mesmo é uma simples companhia para que possa dividir o banco da estação, no qual dorme. Os dias vão passando e finalmente acontece o que ela espera! O espetáculo também traz o desabafo de um personagem que foi sendo esquecido ao longo do tempo, e em meio à crise artística atual do país.

Amor por Anexis -Teatro X – 20h – Sala de Espelhos da Fundação Casa das Artes

Sinopse: O que é o amor? Onde começa? Onde acaba? É igual para todos? O que o motiva a existir? Venha descobrir estas respostas com a peça teatral Amor por Anexis.

Estado de Sítio Parte I: A Instauração – Oficina de Montagem I – 17h30 – Praça Ismar Scussel

Sinopse: Instaurar é dar início a algo que ainda não existia, é inaugurar. Mas pode ser ainda mais: é desejar, é contagiar, proliferar, reinventar junto com o outro, é dar uma vida ao que antes não tinha, é perceber e testemunhar que, por exemplo, outras formas de existência são possíveis.

Nesse processo, o grupo utiliza o conteúdo do texto de Camus para relacionar com temas fundamentais que perpassam a vida política e social da realidade brasileira de nosso tempo. Essa mostra é resultado do processo de criação do componente curricular Oficina de Montagem I, do curso de Graduação em Teatro: Licenciatura da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – semestre 2018-1. Ao final da apresentação ocorre um debate performativo com o objetivo de compartilhar sensações, noções e percepções acerca do que foi visto.

Dia 22 de setembro

Romeu e Julieta – Teatro X – 19h – Sala de Espelhos da Fundação Casa das Artes

Sinopse: Esqueça tudo o que Shakespeare escreveu sobre R&J. Nesta versão proibida Julieta não é doce, Romeu não é corajoso, o Frei foi substituído, a Ama, bem, a Ama não é tão religiosa assim. E ainda conheceremos o pai e mãe de Julieta. E a morte? Sim… a Morte continua, mas com um sabor especial.

 

Fonte: Prefeitura de Bento / Assessoria de Comunicação Social