Mais de 5 mil não quitaram o IPVA 2019 em Bento

A campanha contra a inadimplência do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) que teve largada durante esta semana, pela Receita Estadual, também visa resgatar valores de devedores na área de abrangência da Delegacia de Caxias do Sul.

No RS, de uma frota de 3,6 milhões de veículos que deveriam pagar o imposto neste ano, 580 mil (16,05%) seguem circulando pelas ruas com o IPVA atrasado.

Em Bento Gonçalves são 50.675 veículos tributados, sendo que 44.738 efetuaram o pagamento, ou seja: 5.919 estão inadimplentes (11,68%), totalizando um débito de R$ 3,2 milhões.

A inadimplência em Pinto Bandeira é de 6,8%. São 60 veículos, o que representa 823 pagaram de um esperado de 883. Já em Santa Tereza, 21 estão irregularidades com o IPVA (4%), pois 468 quitaram o valor de um previsto de 489.

Monte Belo do Sul o número é de 96 inadimplentes, com 1.032 pagos do previsto de 1.129. Outras cidades que integram a abrangência da Delegacia da Receita em Caxias como Cotiporã (7%), Garibaldi (10%), Carlos Barbosa (8%) e Caxias do Sul (14%). Aliás, em Caxias são mais de 26 mil com o IPVA em atraso.

Somente em Porto Alegre mais de 90 mil automóveis estão com o IPVA atrasado, inadimplência que passa de R$ 60 milhões. A Capital e outras cidades do interior, passam a receber barreiras simultâneas para recuperar R$ 312 milhões que deixaram de ingressas nos cofres públicos, uma inadimplência de 11%.

Em 2019, a arrecadação prevista com o IPVA é de R$ 2,8 bilhões. Metade desse valor é repassada de maneira automática para as prefeituras conforme o município de emplacamento. As cidades com os maiores índices de inadimplência são, pela ordem, Quaraí (19,87%), Chuí (19,79%), Rio Grande (18,79%), Capão da Canoa (18,61%) e Santa Vitória do Palmar (18,33%).

Clique AQUI e veja a tabela de inadimplência por município.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora