Mais 65 leitos de UTI são habilitados para atendimento do SUS em cinco hospitais

Cinco hospitais do Rio Grande do Sul passam a contar com a habilitação para atendimento, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de 65 leitos de Unidades de Terapia Intensiva-UTI Adulto. São mais de R$ 4,4 milhões para formalizar o custeio destas novas vagas de UTI, exclusivas para pacientes de Covid-19, que entraram em funcionamento durante a pandemia de coronavírus.

De acordo com as portarias 2527 e 2530, do MS, publicadas no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (23), a habilitação é temporária, válida para o período de 90 dias, com possibilidade de prorrogação. Os recursos, pagos em parcela única, são do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde-Grupo Coronavírus (Covid-19) disponibilizado aos Estados e Municípios.

A diretora do Departamento de Atenção Hospitalar e Ambulatorial (DAHA) da Secretaria da Saúde do Estado (SES/RS), Lisiane Fagundes informa que esses leitos novos, instalados durante a pandemia neste ano, já estão incluídos no Sistema de Monitoramento de Leitos do Governo do Estado (coronavirus.rs.gov.br). A diretora também explica que no montante previsto pelas portarias não está o valor da habilitação dos 34 leitos do Hospital Nossa Senhora da Conceição porque se trata de um hospital federal, orçamentado direto pelo ministério.

Foram habilitados leitos dos seguintes hospitais:

Hospital São Francisco de Assis, de Parobé, 10 leitos

Hospital Centenário, de São Leopoldo, 6 leitos

Hospital Dom João Becker, de Gravataí, 10 leitos

Hospital Nossa Senhora da Conceição, Porto Alegre, 34 leitos

Santa Casa de São Gabriel, 5 leitos

Fonte: SES

Foto: Renata H. G. Eidelwein/RP HSFA