Laboratório de patologia da saúde pública de Bento aumenta agendamentos para diminuir filas

A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Bento Gonçalves mudou o sistema de atendimento no laboratório de patologia, que está localizado no bairro Botafogo, na Rua Goiânia, unidade Zona Sul (ao lado da UPA). Com mais de 100 pacientes por dia, para exames de sangue, urina, entre outros, foi aumentado o bloco de agendamento. Através da Central de Marcação, dividido em três horários às 7h, 8h e 9h, o paciente tem seus exames agendados com data e horário definidos, ou seja, com “hora certa” para a coleta.

Conforme o secretário de Saúde, Diogo Segabinazzi Siqueira, diariamente logo cedo muitos pacientes aglomeravam-se em filas para realização destes exames, após encaminhamentos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e ESF (Estratégia Saúde da Família). “Todos chegavam no mesmo horário e não tinha cadeira para todo mundo. Muitas pessoas ficavam de pé, até idosos e gestantes. Os próprios moradores não se davam conta. Então com a mudança de atendimento, aumentando o agendamento, conseguímos diminuir a fila”, destacou.

Atualmente, a equipe conta com 22 profissionais, entre Bioquímicos, equipe de Enfermagem e Auxiliares Administrativos e mensalmente realiza em torno de 18 mil exames.

A estrutura física também deverá receber melhorias em 2018. Está em andamento a construção de um novo laboratório. Tanto que, nesta segunda-feira, dia 19, ocorreu licitação modelo pregão presencial menor preço para aquisição, montagem e instalação de móveis sob medida para o setor de Patologia.

Siqueira reconhece o crescimento pela busca no serviço público de saúde. Na UPA 24 H(Unidade de Pronto Atendimento) “estamos melhorando ao longo do tempo. Ela foi criada do zero, fomos aprendendo com dificuldades. Estamos conseguindo atender dentro do horário previsto pelo Ministério da Saúde”, acrescentou.

Outra prioridade em 2018 é recompor o quadro médico, especialmente de um gargalo, a especialidade de pediatria. “É um gargalo do atendimento médico hoje. Foi uma especialidade deixada de lado nos últimos anos. Com os Pronto Atendimentos, a obrigação foi que tivéssemos pediatras em todos os plantões. Infelizmente não temos, existe uma defasagem. Ainda assim estamos buscando médicos para cobrir os nossos quadros”, finalizou.

No Pronto Atendimento 24h do São Roque, por exemplo, ainda busca-se um pediatra para atender em todos os horários.

 

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora