Inaugurada nova unidade industrial da Vinícola Aurora no Vale dos Vinhedos

A Cooperativa Vinícola Aurora inaugurou de forma oficial, nesta quarta-feira, dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, sua nova unidade industrial no Vale dos Vinhedos. O evento reuniu mais de 3 mil pessoas, entre associados, familiares, funcionários, convidados e autoridades em geral. O protocolo contou com a presença do governador Eduardo Leite (PSDB), que depois de participar de aberturas de Festas em Nova Petrópolis e Gramado, compareceu em Bento Gonçalves.

Foi um momento de destaque da representatividade da Cooperativa com pensamento de expansão para os próximos anos. O presidente do Conselho de Administração da Vinícola, Itacir Pedro Pozza, definiu o momento como “um empreendimento para mais 50 anos não precisar mais investir nesta parte da empresa. Era uma necessidade para continuar num crescimento constante”, destacou.

A emoção do presidente se resume pelo fato de que na área de 14 mil m², haverá a concentração da produção e a expedição dos sucos de uva e vinhos de mesa. Futuramente com a estrutura que deverá começar a operar em agosto, será avaliado o futuro da Unidade II, localizada no centro da cidade, na Rua Assis Brasil.

O investimento foi de R$ 20 milhões e a execução do projeto durou pouco mais de um ano, já que o lançamento da pedra fundamental aconteceu em fevereiro de 2018. A empresa responsável foi a Face Norte Construtora, de Caxias do Sul.

Para Hermínio Ficagna, diretor-superintendente da Vinícola, a “Aurora como líder de mercado temos que estar pensando lá na frente. Dobramos nosso faturamento nos últimos cinco anos e planejamos repetir nos próximos, para isto, precisamos de estrutura”, definiu.

O prefeito Guilherme Pasin (PP) evidenciou a importância da ampliação da área produtiva da Aurora. “Trata-se do desenvolvimento e retribuição do trabalho dos cooperativados. Isto não é perto do fim, tem muita coisa ainda por vir e estamos orgulhosos da nossa gente”, comentou.

Um dos compromissos de campanha política de Eduardo Leite (PSDB), quando concorreu como governador, foi de buscar atender as demandas das mais diversas categorias. Em sua manifestação no protocolo, anunciou a revisão da substituição tributária do setor vitivinícola, uma solicitação da cadeia com o objetivo da exclusão do regime para produtos vitivinícolas, alegando que o mecanismo onera a indústria nacional por ter de antecipar o recolhimento do ICMS antes da venda para o consumidor.

Também cumprimentou a família Aurora pelo novo passo. “Estamos aqui para reconhecer a partir desta grande feito de uma Cooperativa com uma história tão importante e premiada, compartilhar este momento de celebração”, apontou.

Mais de 500 pessoas trabalharam no evento, entre funcionários da Vinícola e colaboradores. Após a benção do pároco de Cristo Rei, Gilmar Marchesini, houve almoço de confraternização.

Entre as autoridades destaque ainda para a presença do ex-deputado federal Mauro Pereira, dos deputados federais Jerônimo Goergen e Pedro Westphalen, de Evandro Speranza representando o deputado federal Giovani Cherini, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luís Augusto Lara (PTB), da ex-senadora e secretária Extraordinária de Relações Federativas e Internacionais do governo Leite em Brasília, Ana Amélia, dos prefeitos de Monte Belo do Sul, Adenir Dallé, de Pinto Bandeira, Hadair Ferrari, Vereadores, Secretários entre outros.

A Aurora é a maior cooperativa vinícola do Brasil, com 1,1 mil famílias associadas, o que totaliza 4,5 mil pessoas. A safra anual média é de 60 mil toneladas de uva, que são convertidas em 46 milhões de litros de produtos, entre os quais, sucos de uva integrais, vinhos tintos, brancos e rosés, espumantes, além de coolers. Em 2018, a cooperativa faturou R$ 540 milhões, vendendo mais de 60 mil litros de vinhos e de sucos.

Fonte: Felipe Machado – Central de Jornalismo da Difusora

Fotos: Felipe Machado e Marlove Perin (Gazeta News RS)

Foto capa: Altemir Vídeo / Air OP Produções