III Workshop Latino Americano sobre Biobeds ocorre na Embrapa de Bento

Embrapa

De 12 a 14 de setembro de 2017 a Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, sedia o III Workshop Latino Americano sobre Biobeds.

É a primeira vez que o Brasil recebe este evento, possibilitando que o país conheça as novidades em tecnologias para descartar adequadamente embalagens e resíduos que podem contaminar o solo e a água em função das atividades agrícolas. Os leitos biológicos, ou Biobeds, são estruturas simples, mas funcionais, que já vêm sendo usadas em diversos países do mundo e, gradativamente, a América Latina está adotando esta tecnologia como parte de sistemas de produção sustentáveis. Segundo Luciano Gebler, pesquisador da Embrapa Uva e Vinho e coordenador do evento, “o Biobed é um sistema de biopurificação para minimizar a contaminação dos solos por agrotóxicos. O sistema reproduz o modelo de atenuação, que acontece livremente na natureza, porém em uma situação criada para favorecer e acelerar o processo. Entre os pontos positivos da tecnologia, destacam-se o baixo custo, alta eficiência, segurança ambiental e adaptação às pequenas e grandes propriedades rurais”.

Onde podemos descartar embalagens de defensivos agrícolas ou como dar destinação às embalagens vazias de agrotóxicos. Este vai ser o tema abordado por Mário Fujii do Inpev/Brasil: “é um sistema que irá demonstrar o que é o processo de logística reversa na devolução de embalagens vazias e seus resultados, tanto quantitativos, comparativos aos outros países como em relação à ecoeficiência”, comenta Fujii. Ricardo Dourado Furtado do Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), vai analisar as estratégias para definição de políticas locais para o uso de biobeds: “nas cadeias de agronegócios que usam defensivos, existe a necessidade de fazer tratamento do resto das aplicações e o produto da lavagem. O Biobed é uma boa alternativa tecnológica que está disponível ao produtor rural, técnica e economicamente possível para o produtor se enquadrar na legislação ambiental. De acordo com o CONAMA, não se pode lançar produtos tóxicos no meio ambiente e o Biobed é esse tratamento.”

O IBAMA também vai apresentar o descarte de produtos perigosos. Kênia Godoy, do IBAMA/ Ministério do Meio Ambiente, que irá palestrar no evento, acredita que “o trabalho do Ibama para avaliação ambiental de substâncias e produtos perigosos pode se relacionar com o biobed na avaliação ambiental dos agrotóxicos”.

A programação do III Workshop Latino Americano sobre Biobeds está dividida em quatro painéis: histórico da tecnologia, documentos e estratégias para a definição de políticas locais para o uso dos Biobeds, lançamento de publicações técnicas sobre Biobeds e boas práticas agrícolas e ambientais e apresentação de resumos científicos. Palestrantes latino-americanos de universidades, instituições de pesquisa e organizações ligadas ao meio ambiente participam do evento.

O III Workshop Latino Americano sobre Biobeds acontece de 12 a 14 de setembro no auditório do Centro Técnico da Unidade de pesquisa, Rua Livramento 515, Bento Gonçalves, RS. Mais informações na página do evento (http://www.embrapa.br/uva-e-vinho/eventos/biobed). As vagas são limitadas.

VEJA A PROGRAMAÇÃO AQUI

Serviço:

O que: III Workshop Latino Americano sobre Biobeds
Quando: 12 a 14 de setembro 2017
Onde: Centro Técnico da Embrapa Uva e Vinho, Rua Livramento 515, Bento Gonçalves, RS
Mais informações: http://www.embrapa.br/uva-e-vinho/eventos/biobed
VAGAS LIMITADAS

 

Fonte: Embrapa Uva e Vinho