Identificada vítima morta a tiros no primeiro homicídio do ano em Guaporé

tiros

Foi identificada a vítima do primeiro homicídio do ano em Guaporé. Josiane de Paula Lisboa, 25 anos, foi alvejada com tiros por volta das 6h55min no campo de futebol 7 do Centro Social Urbano – bairro Planalto (Capela Nossa Senhora Aparecida), por dois jovens. quando foi abordada por dois rapazes que, sem mencionar nenhuma palavra, efetuaram os disparos em direção ao peito e cabeça da jovem.

Segundo informações extra-oficiais, que ainda estão sendo apuradas pelos agentes da Delegacia de Polícia (DP) com pessoas que teriam presenciaram a cena, os jovens estavam vestindo moletons pretos e capuz na cabeça. Após o crime, os rapazes, ainda não identificados, sem pressa alguma, saíram caminhando pela rua José Bonifácio em direção a Avenida Imigrantes e posteriormente seguiram por direção ignorada.

Em estado gravíssimo, Josiane, que havia sido vítima de tentativa de homicídio no dia 2 março de 2016 em frente ao Centro Municipal Termignoni em plena luz do dia, recebeu os primeiros atendimentos médicos dos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A mulher foi encaminhada ao Hospital Manoel Francisco Guerreiro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A BM esteve no local e efetuou, mesmo que com poucas características dos criminosos, buscas pelas imediações. Até agora não há informações de presos.

Colabore
O Setor de Investigação da DP Guaporé solicita que a comunidade, que por ventura tenha presenciado a cena de horror ou tenha informações sobre os jovens que cometeram o crime, entrem em contato e repassem detalhes. Tudo é importante para a elucidação do primeiro homicídio registrado em 2017 no município. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo pelos policiais. Ligue 197 ou no (54) 3443.1123.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora com informações da Rádio Aurora de Guaporé