Identificada mulher encontrada morta no bairro Juventude em Bento

Foi Identificada pela Polícia Civil, como sendo de Josene Peterle, de 37 anos, o corpo encontrado na tarde de segunda-feira, dia 15, nos fundos de uma residência desabitada, na Rua Candelária, bairro Juventude, em Bento Gonçalves. A mulher, possuía extensa ficha criminal, estava em prisão domiciliar, e deveria ter se apresentado, justamente na segunda-feira, para assinar o livro-ponto, no Presídio Estadual de Bento Gonçalves.

Segundo a Polícia Civil, através da DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher), a vítima foi morta por asfixia mecânica, provavelmente esganadura com as mãos, porém ainda não há elementos para confirmar se houve violência sexual, que só , somente após a Polícia ter acesso ao laudo da necropsia é que será possível saber se ela foi vítima de estupro. Entre os crimes registrados nos antecedentes criminais da mulher estão diversos furtos, roubos a pedestre, desacato e desobediência, além de ficar na situação de foragida também por diversas vezes. Este é o 24º assassinato registrado no município neste ano.

Relembre o caso:

Por volta das 14h50min desta segunda-feira, 15, funcionários da Prefeitura de Bento Gonçalves que realizavam uma intervenção na Travessa Candelária com a Rua Augusto Geisel, no bairro Juventude, avistaram em um terreno de uma casa não habitada, o corpo de uma mulher. A Brigada Militar foi comunicada através do POCOM – Policiamento Comunitário -, que compareceu no local e acionou a Polícia Civil.

Foi efetuado levantamento e encontrada a vítima, seminua, nos fundos da residência. O delegado titular da DPPA, Arthur Hermes Reguse, informou que havia sinais de violência (não se sabe se crime sexual) e a investigação irá definir a tipicidade do crime, homicídio ou feminicídio. A DEAM – Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher -através da delegada Deise Salton Brancher acompanha o caso, bem como investigadores da 1ª DP (1ª Delegacia de Polícia).