Hospital Geral realiza procedimento cardíaco inovador ao SUS na região

O Hospital Geral de Caxias do Sul realiza, na tarde desta sexta-feira, 30 de outubro, um procedimento considerado inovador ao Sistema Único de Saúde na região: o implante de válvula aórtica cardíaca biológica por cateter, ou TAVI (abreviação em inglês). Geralmente implantada através de punção na virilha do paciente, dispensa a necessidade de cortes profundos, anestesia geral e da circulação extracorpórea, conforme afirma o cardiologista intervencionista do Serviço de Cardiologia do HG Ramiro Caldas Degrazia. O procedimento torna-se menos invasivo, oferece menor risco e favorece a recuperação.

O médico explica que a forma de tratamento já é disponibilizada na região há pelo menos seis anos, mas não com cobertura via Sistema Único de Saúde. “Considerando seu alto custo e a partir da seleção criteriosa dos pacientes por parte dos especialistas, o Serviço de Cardiologia do Hospital conseguiu, através de suas parcerias, disponibilizar a possibilidade a alguns pacientes da Instituição”.

O profissional destaca a exclusividade do formato da iniciativa em harmonia entre o Hospital e a Secretaria Municipal da Saúde no Estado e registra, em nome do Serviço de Cardiologia, o agradecimento pelo amparo das empresas que oportunizarão o ato: Medtronic Brasil e Lifecor Comércio de Produtos Hospitalares. “O tratamento das patologias da válvula cardíaca aórtica, historicamente, em sua maioria era manejado através de cirurgia, mas, com o advento de novos dispositivos desenvolvidos, podemos hoje tratar alguns casos sem a necessidade de cirurgia. O Serviço de Cardiologia do Hospital tem trabalhado fortemente para proporcionar o que há de melhor da cardiologia mundial, mesmo com as restrições econômicas impostas ao sistema”, pontua.

Integram o Serviço de Cardiologia do HG os médicos Eduardo Paludo (Residente em Cardiologia), Fábio Camazzola (Cardiologista), Felipe Belicanta (Ecocardiografista), Guilherme Winter (Cirurgião Cardíaco), Leandro Rech (Residente em Cardiologia), Leonardo Carrion (Ecocardiografista), Marcelo Sabedotti (Cardiologia Intervencionista), Marília Duarte (Ecocardiografista), Ramiro Caldas Degrazia (Cardiologia Intervencionista), Ricardo Paiva (Ecocardiografista), Rodrigo Brasil (Cirurgião Cardíaco), Rodrigo Paiva (Ecocardiografista) e Ronei Scatola (Cardiologista).

Fonte: Imprensa UCS

Foto: Arquivo