Greve da Polícia Civil continua até terça-feira, dia 14, quando salários serão integralizados

greve

A greve de Policiais Civis no Rio Grande do Sul e na Serra Gaúcha prossegue nesta semana pelo menos até terça-feira, dia 14. Esta é a data prevista pelo Piratini de quitação integral dos salários para todos os servidores. Os últimos 3% dos servidores receberão nesta data.

Antes, nesta segunda-feira, 13, o Governo Gaúcho garante o pagamento de rendimentos líquidos entre R$ 6,5 mil e R$ 10 mil. Isso faz com que 97% do funcionalismo vinculado ao Poder Executivo (332.013 matrículas) estejam com os salários em dia.

Pelos Policiais, em movimento encabeçado pelo Ugeirm/Sindicato (Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Policia do Rio Grande do Sul), não há cumprimento de MBAs, mandados de prisão, operações e ações policiais, serviço cartório, entrega de intimações, oitivas, remessas de Inquéritos Policiais ao Poder Judiciário e demais procedimentos de polícia judiciária;

As DPPAs e Plantões somente atendem os flagrantes e casos de maior gravidade, tais como: latrocínios, homicídios, estupros, ocorrências envolvendo crianças, adolescentes e idosos e Lei Maria da Penha. Deverão ser efetuados também o registro de furtos de veículos. Além daquelas ocorrências em que o Comando de Greve ou o plantonista julgar imprescindível a intervenção imediata da Polícia Civil.

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora