Gratificação para profissionais das ESFs de Bento é aprovada na Câmara

ASESSAOCAMARA

A gratificação para médicos, coordenadores médicos, enfermeiros e dentistas que atuam nas unidades Estratégia Saúde da Família (ESFs), de Bento Gonçalves, foi aprovada na sessão da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves na noite desta segunda-feira, dia 10. O objetivo, de acordo com o executivo municipal, é fazer com que a medida atraia profissionais para atuar na rede pública. Agora, deve ser encaminhada uma autorização para que ocorra um processo seletivo emergencial.

De acordo com o secretário da pasta, Diogo Siqueira, há uma dificuldade de encontrar médicos para trabalhar na saúde do município também em função dos salários defasados. Por causa do quadro incompleto, conforme ele, unidades do interior ficaram um determinado período sem poder contar com o serviço destes profissionais.

“Cada vez é mais difícil a gente achar esses profissionais, então estamos tentando usar todas as ferramentas possíveis, seja no edital de licitação onde a gente consegue valorizar um pouco mais esse profissional, ou seja nas bonificações”, afirma o secretário.

O município de Bento Gonçalves conta com 11 ESFs. As propostas encaminhadas ao Legislativo previam, no caso dos médicos clínicos-gerais, a gratificação de em torno de R$ 6 mil, e R$ de 6,5 mil para médicos da saúde da família. Já para o enfermeiro e o dentista a gratificação prevista varia entre R$ 900 e R$ 1,2 mil.

No caso dos coordenadores médicos, que seriam três cargos, a estimativa é  que a bonificação seja de R$ 10 mil.“Nós precisamos encontrar os médicos que venham trabalhar em Bento e, ao mesmo tempo, a gente está tentando fazer uma valorização desses profissionais”, ressalta Siqueira. Os projetos tramitavam em regime de urgência.

Outros projetos aprovados:

  • Permissão para que servidores de quaisquer categorias, desde que autorizados pelo prefeito, possam conduzir viaturas do município na falta de motoristas;
  • Contratação temporária e emergencial de 83 professores de ensino fundamental e 30 educadores infantis;
  • Liberação de crédito de cerca de R$ 168 mil para o pagamento de muro e cercamento das escolas de educação; infantil Santa Fé e Loteamento Bertolini;
  • Abertura de crédito de R$ 170 mil para para a renovação e ampliação do patrimônio do município;
  • A instituição de uma verba de responsabilidade técnica de cerca de R$ 2,5 mil para contadores do serviço público municipal;
  • Instituição de função gratificada de cerca de R$3,8 mil  para o servidor público municipal que ocupa o cargo de gestor  de recursos orçamentários e financeiros;
  • Obrigação das empresas que atuam com a venda ambulante do gás de cozinha afixar em seu veículo tabelas com os preços dos produtos oferecidos;
  • Obrigação às agências bancárias de Bento a contratarem serviços de vigilância armada para atuarem no interior 24 horas por dia;
  • Emenda : “Os vigilantes de que trata o caput deste artigo deverão usar colete à prova de balas nível 03, possuir meios de comunicação direta com os órgãos de segurança competentes, botão de pânico conectado à sala de operações da Brigada Militar e que possa acionar sirene no lado externo da agência para alertar transeuntes e afastar os criminosos”.

Foto Divulgação