Governo integraliza os salários e Polícia Civil encerra a greve

greve2

O governo anunciou, nesta sexta-feira (13), a quitação total dos salários da Polícia Civil. Após cinco dias de greve e de muita mobilização, os (as) Policiais Civis decidiram pelo encerramento do movimento grevista, a partir das 20 horas desta sexta-fera. Com uma adesão de praticamente 100% da categoria, o movimento contou com um grande apoio da população, que compreendeu o momento extremamente difícil por que passa a segurança pública no nosso estado.

Por todo o estado, os (as) Policiais Civis paralisaram as atividades e foram para as ruas conversar com a população, explicando os motivos da greve e a situação da segurança pública gaúcha. Em várias cidades foram realizados atos públicos, para chamar a atenção para o movimento grevista. Casos como o de Santa Maria, onde os (as) Agentes fizeram uma doação coletiva de sangue ao hemocentro da cidade, ou de Santana do Livramento, onde os (as) grevistas foram para a Universidade coletar assinaturas para o abaixo-assinado de apoio à greve, tiveram grande repercussão.

Para o presidente da UGEIRM/Sindicato (Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Policia do Rio Grande do Sul), Isaac Ortiz, reconheceu a atuação da categoria na mobilização. “Fazer uma greve não é fácil, as situações complicadas acontecem a todo momento. Nós que estamos acostumados a atender a população diariamente, sabemos como é difícil dizer para uma cidadã ou um cidadão, que não vamos registrar uma ocorrência. Por isso, em nome de todas (os) Policiais, quero agradecer a compreensão e o apoio da população à nossa greve”, afirmou.

Para atender o percentual de 3% do funcionalismo que ainda estava pendente (10.516 vínculos), a Secretaria da Fazenda precisou dispor de R$ 163,1 milhões em caixa.

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora com informações do UGEIM/Sindicato