Gerente aposentada do Banco do Brasil é condenada por se apropriar de empréstimos tomados em nome de correntistas

Após denúncia apresentada pelo MP, a 1ª Vara Criminal de Rio Grande condenou a gerente de relacionamento do Banco do Brasil aposentada Maria da Graça de Mello a dois anos e 11 meses de reclusão em regime aberto por se apropriar de empréstimos tomados de clientes sem o conhecimento deles. A pena foi substituída por prestação de serviços à comunidade.

O MP irá recorrer para aumentar a pena, bem como para que seja condenada também por lavagem de dinheiro, crime pelo qual também foi denunciada. Atuam no processo os promotores de Justiça José Alexandre Zachia Alan e Adriano Pereira Zibetti. Tramita, ainda, ação civil pública em relação aos mesmos fatos.

Conforme a denúncia, entre 2008 e 2012, a mulher, no cargo de gerente, abriu contas fraudulentas em nome de dois correntistas e solicitou cartões, contratou empréstimos e realizou saques em terminais de autoatendimento e na boca do caixa, o que gerou prejuízo de R$ 296 mil. Ela foi alvo de uma auditoria interna realizada pelo Banco do Brasil, além da investigação do MP, que comprovaram, inclusive com vídeos, os crimes. Os valores foram utilizados pela gerente para pagamento de despesas pessoais e de parentes.

Fonte: MP/RS