Força-Tarefa de fiscalização é realizada nas Usinas da CERAN

Conforme a Rádio Difusora antecipou no começo de fevereiro, a força-tarefa para fiscalizar in loco barragens no País, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), também contemplava uma inspeção na região da Serra. E assim foi, nos dias 21 e 22, a AGERGS (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul), seguindo orientações da ANEEL, efetuou a ação nas usinas da Ceran – Companhia Energética Rio das Antas: Monte Claro, Castro Alves e 14 de Julho, entre os municípios de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Cotiporã, Flores da Cunha, Nova Pádua, Nova Roma do Sul e Veranópolis.

Não foi encontrada qualquer anormalidade que possa afetar a segurança. O parecer final da fiscalização deverá ser encaminhado na segunda quinzena do mês de março, divulgou a Assessoria de Imprensa da CERAN.

Em entrevista para a reportagem, o gerente de energia elétrica da Agergs, Alexandre Jung, “a fiscalização é regulatória, e não técnica. A equipe que vai verifica se o agente está cumprindo com o que a lei determina. Cada barragem tem seu comportamento e a manutenção está sendo feita. Até então ela está em um bom caminho, pois o processo de fiscalização ainda não acabou e ainda estamos apurando alguns dados”, afirmou.

O trabalho iniciou no dia 15 de fevereiro, quando foi realizada uma reunião na sede da AGERGS em Porto Alegre para verificação da documentação relacionada ao Plano de Segurança da Barragem (PSB) e do Plano de Ação de Emergência (PAE) de cada usina. Estiveram presentes o Gerente de O&M, Marco Aurélio Villar Cesar, o Supervisor de O&M, André Akashi, e o Engenheiro Civil da CPFL Geração, Luís Fernando Melegari. Posteriormente, nos dias 21 e 22 de fevereiro, a fiscalização das barragens foi feita pessoalmente nas usinas hidrelétricas da CERAN.

Até o mês de maio, a previsão é fiscalizar as barragens de 142 hidrelétricas em 18 estados brasileiros. Após essa primeira etapa, a ANEEL continuará a inspeção presencial e pretende alcançar, até o mês de dezembro, um total de 335 barragens.

A CERAN foi contatada anteriormente pela reportagem e limitou-se em divulgar uma nota, não teve interesse em entrevista para a emissora.

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora