Farroupilha contraria decisão do Estado e autoriza abertura do comércio na próxima segunda, dia 6

Contrariando o Decreto do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, que determina o fechamento do comércio até 15 de abril, o prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves, anunciou que a partir de segunda-feira, dia 6, está autorizada a abertura na cidade. Seguindo todas as recomendações de órgãos de saúde e de cuidados, como higienização, sem aglomeração de pessoas entre outros itens, comunicou a população a decisão a qual definiu como “isolamento humanitário”, depois de uma reunião nesta quarta-feira na parte externa da Prefeitura com representantes de entidades. Para isto, um novo Decreto está sendo formalizado e será divulgado ainda nesta quinta.

“Não é o isolamento social que você premia uma categoria de farmácias, supermercados, padarias. Você precisa premiar a todos, a construção civil, a venda de vestuário. A responsabilidade é de todos, não de um grupo só. A loja de roupa também é fundamental e agora vamos adotar o isolamento humanitário, ou seja, a responsabilidade é de cada pessoa”, afirmou.

Sua decisão se baseia ainda em liminar da última semana do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), estabelecendo que Estados e municípios também podem tomar providências no combate ao coronavírus.

O prefeito salientou que terá “broncas do Estado, do Governo Federal e do Tribunal de Contas, não tem problema. Vamos fazer em nome das pessoas que moram na cidade”, acrescentou.

Farroupilha registra até o momento um caso confirmado de coronavírus.

 

Fonte: Felipe Machado – Central de Jornalismo da Difusora com informações e colaboração da Rádio Spaço FM, de Farroupilha