Equipes realizam a retirada dos peixes mortos no Lago Fasolo em Bento

A Secretaria do Meio Ambiente, juntamente com os Bombeiros e Defesa Civil realizaram nesta quarta-feira, dia 13, a retirada dos peixes mortos do Lago Fasolo, bairro Progresso. Conforme a fiscalização os animais morreram devido a falta de oxigenação no local, gerada pelas altas temperaturas. A Corsan, responsável pelo tratamento do esgoto, no local, foi notificada.

A equipe da fiscalização seguirá acompanhando a situação. Na manhã da terça-feira, dia 12, a Rádio Difusora recebeu novas reclamações da situação no local e do forte odor proveniente do lago, um fato que se arrasta há anos. No mesmo dia a Prefeitura de Bento Gonçalves, através da Secretaria do Meio Ambiente, já havia estado no local, após moradores informarem sobre a mortandade de peixes.

Na oportunidade o secretário, Claudiomiro Dias, afirmou que a equipe da secretaria seguiria verificando o andamento da situação nos próximos dias, e notificar a Corsan, responsável pelo tratamento do esgoto no local.

No ano de 2013 foi feito um acordo entre Prefeitura, a empresa responsável pelo Lago e a Corsan. Na época o Ministério Público definiu que a Corsan daria prosseguimento ao serviço. Apesar de o espaço ser da iniciativa privada é dever da companhia, conforme acordo, a canalização do esgoto das residências próximas, para evitar o despejo de efluentes no local.

Central de Jornalismo Difusora

Leia ainda:

Bento: Lago Fasolo registrada novamente mortandade de peixes

Meio Ambiente e Bombeiros retiram peixes mortos do lago Fasolo em Bento

Morador do bairro Progresso faz desabafo com relação a situação do Lago Fasolo em Bento

Secretaria do Meio Ambiente esclarece situação do Lago Fasolo em Bento

Moradores reclamam de mau cheiro e da mortandade de peixes no Lago Fasolo em Bento

ARPA denuncia mortandade de peixes no Lago Fasolo em Bento