Em agenda em Bento, deputado Bolsonaro recebe demandas do setor vitivinícola

O Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro esteve em Bento Gonçalves neste sábado, 17. Na ocasião, se reuniu com produtores do setor vitivinícola, que apresentaram as principais demandas da categoria. O Prefeito Guilherme Pasin recepcionou o parlamentar. O presidente do BNDES, Gustavo Montezano também acompanhou a visita.

Uma das principais demandas é em relação aos tributos. Quinto maior produtor de vinho no hemisfério sul e 13º no mundo, o Brasil ainda apresenta aos produtores da bebida uma pesada carga tributária. Atualmente, 44,73% do custo da garrafa nacional corresponde às taxações brasileiras, o que inclui ICMS, IPI, Cofins e PIS, entre outros impostos.

O acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, que prevê o fim do imposto de importação de forma gradativa é uma das preocupações dos produtores, uma vez que o valor do vinho importado pode cair até 30%. Vinhos e espumantes brasileiros tendem conquistar novos mercados em países da Europa. Contudo, marcas estrangeiras devem ganhar mais espaço no Brasil, elevando a concorrência com os produtores da serra gaúcha, responsável por cerca de 90% da produção nacional.

Presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, o deputado Eduardo Bolsonaro destacou em suas redes sociais que “hoje conheci mais a fundo a realidade tributária do vinho e outros problemas. O acordo Mercosul- UE apresenta desafios para o vinho Nacional. Visando evitar uma concorrência desleal o Governo tem que estudar uma redução tributária, desoneração de maquinários e insumos da cadeia produtiva, bem como a criação de um fundo com base no IPI para que possa desenvolver o setor. O vinho Nacional absolutamente nada fica a dever para os vinhos chilenos, argentinos ou Europeus”.

O Deputado ainda salientou que os vitivinicultores têm “especial atenção do Presidente Jair Bolsonaro, que por intermédio e ajuda dos Ministros Onyx Lorenzoni e Teresa Cristina (Agricultura) tiveram a iniciativa inédita de chamar os produtores antes de fechar o acordo Mercosul- UE”.

Conforme o Prefeito Guilherme Pasin, a luta dos produtores ganha força com a presença do Deputado. “Tivemos uma grande vitória com a retirada da substituição tributária dos vinhos e espumantes pelo Governo do Estado, porém ainda temos demandas principalmente com relação a tributação do produto. O Deputado é um apaixonado por vinhos e por nossa cidade, conversamos muito sobre o setor e suas perspectivas”, disse.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social Prefeitura de Bento

Foto: João Pedrassani