Delegada Deise Brancher destaca casos de crimes sexuais contra crianças em Bento

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, dia 19, a delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), Deise Salton Brancher, divulgou alguns números referentes aos atendimentos de crimes sexuais no município de Bento Gonçalves, principalmente relacionados às crianças. Somente no mês de fevereiro foram dez casos registrados.

Segundo a delegada apesar do número alto de registros, há um ponto positivo nesses dados: o encorajamento das vítimas a registrar as ocorrências, ou seja, denunciar. “Apesar do número alto é importante ter este olhar no encorajamento das famílias e até mesmo das crianças de revelarem o fato pra que o acusado seja punido adequadamente”.

Deise ressaltou a importância de os pais ou responsáveis perceberem alguns sinais de que algo errado possa estar acontecendo, desde sintomas visíveis, como a tentativa de suicídio, ou mutilação, até a regressão de comportamento em crianças pequenas como voltar a urinar na cama, ou até mesmo o comportamento mais “sexualizado”, porém não são via de regra.

A delegada ainda orienta às famílias a buscarem ajuda caso tenham suspeitas de que algo de errado está ocorrendo com suas crianças “as famílias tem a delegacia, a escola, as professoras estão sendo preparadas pelo município e estado a terem esse olhar, o próprio Conselho Tutelar, então existem vários órgãos a disposição dos pais quando se depararem com alguma situação que lhes pareça inadequada”.

Questionada sobre a quantidade de crimes sexuais registrados em Bento Gonçalves principalmente com crianças, a delegada admitiu preocupação, mas ressaltou a importância de denunciar “é um sinal que as pessoas estão buscando ajuda para as crianças, estamos tendo a coragem de denunciar, eu acho que esses números revelam isso também”. Finalizou.