Curso de Boas Práticas de Fabricação contempla 25 agroindústrias do Selo Sabor de Bento

Vinte e cinco agroindústrias cadastradas no Selo Sabor de Bento participam do curso de Boas Práticas de Fabricação (BPF), promovido pela Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura, em parceria com a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Vigilância Sanitária, Emater e parceiros do programa. A abertura da capacitação ocorreu na manhã desta segunda-feira, 15, na Fundação Casa das Artes.

O secretário da pasta, Dorval Brandelli, deu as boas-vindas aos participantes do curso, ressaltando a importância da agregação de conhecimento como propulsor do desenvolvimento de alternativas no meio rural, assim como as agroindústrias, que agregam valor à produção primária e resultam na permanência do jovem no campo.

A qualificação de 40h será dividida em cinco encontros que ocorrerão quinzenalmente, das 8h30 às 17h30. O objetivo da capacitação é passar um panorama sobre o preparo e conservação de alimentos, recomendações sobre o armazenamento, controle de perigos e os cuidados com a limpeza e a desinfecção do ambiente de trabalho, proporcionando confiança e segurança para os profissionais que lidam com alimentos e consequentemente aos clientes e consumidores.

Os temas do encontro dessa manhã, ministrado pela professora e médica veterinária da Uergs, Fernanda Stalliviere, são: a importância do trabalho com alimentos, quem é o manipulador de alimentos e quais suas responsabilidades e deveres.

Também conduzirão a qualificação, os coordenadores do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), Cristiano Selbach, e das Vigilâncias em Saúde, Rafael Vieira, o técnico da Emater, Neiton Peruffo, e o Engenheiro de Alimentos da Vigilância Sanitária, Vinicius Ornelas Rosa.

Os servidores Patrícia Santos e Rudinei Heissler também estiveram presentes na abertura.

O Selo Sabor de Bento é resultado de uma parceria entre as secretarias de Turismo e de Desenvolvimento da Agricultura, com o Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica (Emater) e Vigilância Sanitária.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

Fotos: Laura Kirchhof