Corsan e IFC firmam parceria inédita para ações de sustentabilidade no RS

Em reunião virtual com participação do governador Eduardo Leite, a Corsan assinou nesta quarta-feira, 30, um financiamento no valor de R$ 300 milhões como a International Finance Corporation (IFC), vinculada ao Grupo Banco Mundial. A companhia de saneamento gaúcha se torna a primeira empresa da América Latina a aderir à iniciativa Utilities for Climate (U4C – Serviços Públicos para o Clima), da IFC.

Reafirmando a ênfase em sustentabilidade da Corsan, o empréstimo é voltado para ações de redução de perdas de água e eficiência energética componentes de um projeto da ordem de R$ 453 milhões.

“É uma iniciativa importante pelo impacto econômico, devido à redução de custos da companhia, o que beneficia a população também com redução de custos e na maior capacidade de investimento, qualificando os serviços, mas em segundo lugar, e não menos importante, muito conectada a um senso de responsabilidade socioambiental. Mais do que fornecedora, coletora e responsável pelo tratamento de água e efluentes, a Corsan se propõe cada vez mais a buscar soluções ambientes”, afirmou o governador Leite.

O investimento em redução de perdas absorverá 4/5 dos recursos e contempla as perdas físicas, que são relativas à água perdida no sistema de distribuição, e as comerciais, referentes à água consumida em ligações irregulares e não cobrada. Para eficiência energética, serão destinados o restante dos recursos, a serem aplicados na troca de bombas obsoletas e outros equipamentos com alto consumo de energia elétrica.

“Por isso, esse programa vem perfeitamente ao encontro da companhia que pretendemos ter. Uma companhia moderna, eficiente e comprometida a reduzir os impactos no planeta, com viabilidade econômica do Estado na gestão do saneamento”, complementou Leite.

A IFC está provendo conhecimento e capacitação no âmbito da iniciativa U4C, a fim de apoiar os esforços da Corsan para reduzir as perdas de água. A iniciativa visa combinar consultoria e investimento para ajudar os clientes a lidar com suas necessidades mais urgentes e estabelecer relacionamentos de longo prazo.

“A relação da Corsan com a IFC vai além do financiamento. É uma parceria que abre perspectivas promissoras para a companhia e muito pode contribuir para uma mudança de realidade no saneamento do país. Vai nos ajudar a enfrentar as perdas de água, área em que estamos acima da média nacional, e também promover eficiência energética, considerando que a energia é o segundo maior custo no setor de saneamento e tem importância fundamental para a nossa eficiência”, disse o diretor-presidente da Corsan, Roberto Barbuti.

Participam da assinatura, ainda, o diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Corsan, Douglas Casagrande, e pela IFC, Giancarlo Ortega, gerente de novos negócios de Infraestrutura e Energia para a América Latina e o Caribe; e Carlos Leiria Pinto, gerente-geral da IFC no Brasil; além de Rogério Pilloto, executivo sênior de Infraestrutura da IFC, responsável pelos investimentos em água e saneamento.

Atrelado à operação, a companhia firmou compromisso com o IFC de cumprir um rigoroso Plano de Ação Socioambiental, no qual estão estabelecidas metas de adaptação às melhores práticas do mercado em termos de governança ambiental, social e corporativa (ESG, na sigla em inglês), incluindo o desenvolvimento de um sistema de gestão socioambiental, práticas relacionadas a condições de trabalho e, ainda, saúde e segurança de comunidades e outras partes interessadas.

O empréstimo terá prazo de oito anos, incluindo dois anos de carência. O desembolso dos recursos deve ocorrer nos próximos meses. A IFC é referência global em desenvolvimento. Seu objetivo de promover o crescimento econômico e a melhoria da vida das pessoas é alcançado por meio da criação de novos mercados, da mobilização de investidores e do compartilhamento de conhecimento.

 

Fonte: Governo do Estado
Foto: Maicon Hinrichsen / Palácio Piratini / Divulgação