Coro da UCS completa 50 anos com espetáculo comemorativo neste domingo

Foto3

O Coro da UCS completa 50 anos em 2018. Para comemorar, uma série de ações foi programada para ocorrer ao longo do ano. A abertura das atividades será realizada com um espetáculo comemorativo no domingo, dia 15 de julho, às 19h. A apresentação, no UCS Teatro, terá a regência da maestrina Anita Bergmann Campagnolo, com a participação do pianista Fernando Rauber, dos solistas Ricardo Barpp e Maicon Cassânego, e de cantores e ex-cantores do Coro.

A entrada é franca e não há necessidade de retirada de ingressos.

Repertório
For the Beauty of the Earth – John Rutter
The Lord Bless you and Keep You – John Rutter
Dies Irae – Farrel Smith
Missa Brevis – Agnus Dei + Donna Nobis Pacem – Dave e Jean Perry
Festival Mass – Sanctus – John Leavitt
Agnus Dei e How Great Thou Art (folklore sueco) – Michael W. Smith
Artza Alinu – folklore Israelita – Glenda E. Franklin
Ride the Gospel Train – Spiritual
Halleluya – Leonard Cohen
L’Abitudine – Pierpaolo Guerrini e Giorgio Calabrese
Solo: Maicon Cassânego
Quatro Cantigas – Cantiga nº 2 – Mozart Camargo Guarnieri
Solo – Ricardo Barpp
Trenzinho do Caipira – Heitor Villa-Lobos
Arr: Eduardo D. Carvalho
Graduale Sancta Maria – Mozart
Gaudeamus Igitur – Hino Universitário Universal
Magnificat – Nestor Wennholz

História do Coro

O Coro da Universidade de Caxias do Sul foi criado em 1968 com o objetivo de manter e divulgar o canto coral na comunidade de Caxias. O primeiro maestro foi Nestor Wennholz e seus ensaios eram realizados no prédio da antiga Escola de Belas Artes, uma das instituições que deu origem à Universidade de Caxias do Sul. Na época, o Coro participou de festivais de coros em âmbito estadual, de festivais internacionais no Salão de Atos da UFRGS e de encontros de corais Universitários.

De 1973 a 1976, o Coro atuou sob a regência da maestrina Anita Bergmann Campagnolo, substituindo Nestor Wennholz, que estava na Alemanha a estudos. Neste período, teve como preparador vocal Decápolis de Andrade. Quando retornou de viagem, reassumiu o maestro Nestor Wennholz. Em 1995, assumiu a batuta o maestro Renato Filippini e, em 2014, Anita Bergmann Campagnolo voltou ao cargo. A maestrina permanece no comando da direção artística até os dias de hoje, contando com o auxílio de preparação vocal do professor Ricardo Barpp.

Dentre os feitos mais importantes do Coro, está o lançamento de seu LP, em 1981, gravado no XIII Encontro de Coros Universitários Gaúchos – ECUG, e a sua classificação entre os dezesseis melhores coros gaúchos que participaram do Festival Internacional de Coros, em 1986.

Em 1996, o Coro da UCS filiou-se à Federação dos Coros do Rio Grande do Sul – FECORS – com a qual contribui até os dias de hoje.
Em 1997, sob a regência do maestro Renato Filippini, produziu o espetáculo cênico musical Terra. Em 2015, sob a regência da Anita Bergmann Campagnolo, produziu o espetáculo Le Più Belle Canzoni Italiane, em comemoração aos 140 anos da Imigração Italiana, que reuniu, em um concerto memorável, os cantores do Coro, solistas e músicos caxienses interpretando belíssimas canções italianas. Em 2016, participou da montagem do espetáculo cênico-musical O Messias, de Haendel, com a Orquestra Sinfônica da UCS e bailarinos convidados.

O Coro tem participado, ainda, dos Concertos da Primavera e dos concertos Natal em Família na UCS, desde 2014. Sempre aberto à participação de cantores da comunidade além de professores, estudantes e funcionários da UCS, o Coro desenvolve sua arte dentro dos mais variados gêneros musicais, com repertório próprio de músicas à capella e músicas de câmara. Desde sua reestruturação, em 2014, tem também como objetivo formar um Coro Sinfônico para atuar com a Orquestra Sinfônica da Universidade.

 

Foto: Rafael Sartor

Fonte: UCS