Congresso Latino-Americano de Enoturismo dá largada à programação com ampla representatividade internacional

Painelistas e participantes do Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Estados Unidos e Portugal estarão reunidos no Vale dos Vinhedos discorrendo sobre a atividade. A Master of Wine Liz Thach abre o segundo dia do evento com case de Sonoma e Napa Valley

Trocar experiências, debater políticas públicas, conhecer estratégias comerciais e estudar casos regionais e internacionais para qualificar os empreendimentos e os serviços prestados a fim de desenvolver toda a região onde o turismo ligado ao vinho tem potencial de ser realizado. Esse é um dos propósitos da sétima edição do Congresso Latino-Americano de Enoturismo, que iniciou nesta quarta-feira (27), no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, e será encerrado no sábado, dia 30 de junho.

Com o tema “Território, Vinho e Turismo: harmonização que dá certo”, a programação do evento contempla 18 explanações, entre conferências, painéis, apresentações de cases e picths (apresentações compactas sobre um empreendimento específico), além de quatro visitas técnicas por roteiros da região e o evento Wine Festival, na sexta-feira à noite, que marcará o encerramento das palestras com vinhos, música, comida e a confraternização entre os participantes e a comunidade.

São mais de 200 participantes inscritos, que conferiram o primeiro painel com Ivane Fávero, presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur) – uma das entidades promotoras – apresentou o histórico da entidade. De acordo com Ivane, a inclusão do enoturismo como um segmento importante no contexto turístico é recente e o Congresso tem como uma das metas a proposição de inovações na atividade, profissionalização e também integração e troca de experiências com outras regiões que estarão presentes nos painéis. “Se não trabalharmos a inovação, fazer mais do mesmo não é competitivo em lugar nenhum no mundo. Temos que trabalhar o composto da oferta turística. Precisamos fazer mais parcerias”, sintetizou.

O case do Vale dos Vinhedos, local escolhido para a realização desta edição do Congresso foi exposto por Deborah Villas-Bôas Dadalt, diretora de infraestrutura da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale).

“O Enoturismo é umas principais ferramentas para o fortalecimento do setor vitivinícola. Cerca de 30% das vinícolas já possuem atrativos turísticos e, destas, 90% são micro e pequenas empresas. Nestes empreendimentos, mais de 40% da receita provém da venda direta aos turistas”, comentou Marcio Ferrari, vice-presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), uma das entidades realizadoras do evento.

O dirigente destacou que, desde 2016, com a criação do Comitê de Enoturismo e posteriormente com o apoio à Aenotur, o Ibravin vem ampliando as ações voltadas à atividade, incluindo a realização do Congresso Latino-Americano neste ano, a viabilização do Dia do Vinho há uma década, dentre outras iniciativas.

O representante do governo do Rio Grande do Sul, o secretário da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo Alves da Silva, elogiou a iniciativa de trazer ao Estado o Congresso. Segundo ele, o enoturismo é uma mostra de um estado que dá certo, que gera emprego e renda.

“Estamos levando as paisagens do enoturismo gaúcho em todos os eventos que participamos, ajudando também na divulgação deste potencial. Enquanto estamos aqui, muitas pessoas estão planejando suas viagens e essa troca de experiências é fundamental para que o enoturismo gaúcho esteja entre as opções, como um ótimo destino, com grandes vinhos, paisagens maravilhosas e a receptividade que já é uma marca do nosso povo”, ressaltou.

O Congresso Latino-Americano de Enoturismo é uma realização da Aenotur, do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Esta é a quarta vez que o evento é realizado na região. A primeira (2010) e segunda (2012) edições ocorreram em Bento Gonçalves. Já a terceira edição (2014) teve a programação distribuída nos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi, Flores da Cunha e Caxias do Sul.

Ouça o boletim do primeiro dia de evento veiculado no programa Rádio Jornal 1ª edição:

28 de Junho de 2018 – Quinta-feira

HORÁRIO ATIVIDADE
08:30 Conferência: Enoturismo como estratégia de incremento de vendas de vinhos e espumantes: Case do Napa e Sonoma Valley.

Como estes roteiros vitivinícolas se transformaram em um dos principais e mais populares das Américas e de que forma a indústria vinícola soube aproveitar este movimento para capitanear negócios.

  • Liz Thach – Master of Wine – Sonoma State University
09:30 Conferência: A estratégia da venda direta ao consumidor

Como desenvolver estratégias de fidelização do consumidor através da venda direta, aproveitando o enoturismo como ferramenta alavancadora.

  • Diego Bertolini, Gerente de Promoção do Ibravin
10:20 Pitch 1 – Vinícola Cainelli, integrante do Projeto do Enoturismo do Sebrae RS
10:25 Case: Vinícola Jolimont, Canela/RS

A estratégia da vinícola que conseguiu fidelizar oito mil clientes diretos através da venda no varejo, televendas e e-commerce.

  • Marçal Duarte Velho, proprietário da Vinícola Jolimont
10:45 Case: Vinícola Torcello, Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves/RS

O modelo de negócio da empresa pequena e familiar, que tem um dos melhores scores no TripAdvisor, sendo o terceiro empreendimento mais bem avaliado pelos turistas na cidade de Bento Gonçalves.

  • Rogério Valduga, proprietário da Vinícola Torcello
11:05 às 11:25 INTERVALO
11:25 às 12:25 Conferência: Desenvolvimento, tendências e desafios de inovação para o enoturismo de Mendoza.

A história do enoturismo na principal região produtora de vinhos da Argentina e seus desafios para inovar na atividade.

  • Guillermo Barletta – Diretor de turismo no departamento de Las Heras
12:25 às 12:30 Pitch 2 – Case Vinícola Batalha, integrante do Projeto do Enoturismo do Sebrae RS
12:30 Encerramento

Tarde com visitas técnico-turísticas, por adesão.
 Garibaldi 
Almoço típico da imigração italiana realizado no aconchegante porão da Osteria Della Colombina. A harmonização é por conta dos vinhos e espumantes elaborados na cidade de Garibaldi. Após almoço, visita ao centenário castelo da Vinícola Peterlongo, seguida do Wine Movie, exibição de um filme nas caves da mesma.
Vale dos Vinhedos
Mini Festival de vinhos elaborados no Vale dos Vinhedos, realizado na Vinícola Almaunica. Será servida mesa de antepastos, prato quente e mesa de sobremesas. Durante o Festival, serão servidos vinhos, espumantes e suco de uva do Vale e os participantes poderão conversar com os produtores locais.
Além disso, os participantes poderão fazer passeio de quadriciclo pelos parreirais, em um momento de aventura com a Gasper Vale dos Vinhedos.

29 de Junho de 2018 – Sexta-feira

HORÁRIO ATIVIDADE
08:30 Conferência: Oportunidades para o desenvolvimento do turismo no Pampa Gaúcho, focado no segmento do turismo do vinho.

Pesquisa encomendada pelo Sebrae RS, realizada pela Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos), que analisou o potencial turístico do Pampa Gaúcho e a percepção dos turistas sobre o Rio Grande do Sul e a região, que resultou na proposição de ideias e projetos conceituais de turismo.

  • Amanda Bonotto Hoffmann Paim – Sebrae/RS
09:30 Pitch 3 – Vinícola Campos de Cima, integrante do Projeto do Enoturismo do Sebrae RS
09:35 Painel 2 – Regiões Enoturísticas da América Latina – Qual o “Estado da Arte”?

Mediador: Ivane Fávero, Presidente da Aenotur

  • Brasil: Diego Bertolini, Gerente de Promoção do IBRAVIN
  • Argentina: Gonzalo Merino, Coordenador de Enoturismo de Bodegas de Argentina
  • Chile: José Manuel Garcia-Huidobro, Diretor da Ruta del Vino Valle de Colchagua
  • Uruguai: Laura Nervi, Coordenadora de Competitividade do INAVI
10:45 às 11:05 INTERVALO
11:05 às 12:05 Conferência: O desafio de desenvolver e promover o coletivo através do trabalho das associações Rede Europeia das Cidades do Vinho (RECEVIN) e Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV).

Uma entidade que defende interesses de 11 países europeus e de cerca de 800 municípios, e outra que, em Portugal, cria ambiente favorável para troca de experiências, contatos e parcerias entre 70 municípios produtores.

  • José Calixto, Presidente da Recevin
  • José Arruda, Diretor da AMPV
12:05 às 12:10 Pitch 4 – Vinícola e Pousada dos Capuchinhos, integrante  do Projeto do Enoturismo do Sebrae RS
12:10 Painel 3 – Políticas e Projetos para o Desenvolvimento do Enoturismo no Brasil

Mediador: José Fernando da Silva Protas, Pesquisador da Embrapa Uva e Vinho

Andrea Faria – Analista de Agronegócios do Sebrae

Deputado Affonso Hamm – Presidente da Frente Parlamentar de Defesa da Valorização da Produção Nacional da Uva, Vinho, Espumante e Derivados

Abdon Barreto Filho – Diretor de Turismo da Secretaria da Cultura,Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul

13:15 Encerramento
Ivane Fávero – Presidente da Aenotur
Carlos Raimundo Paviani – Diretor de Relações Internacionais – IBRAVINTarde com visitas técnico-turísticas, por adesão.

Tuiuti/ Faria Lemos
Almoço harmonizado na Cave da Vinícola Salton seguida de apresentação da região e das inúmeras possibilidades de enoturismo que cada vinícola oferece. Degustação comentada dos vinhos e espumantes das empresas Dal Pizzol Vinhos Finos, Cristofoli Vinhos de Família, Vinícola Cainelli, Casa Postal e Vinícola Salton. Para encerrar, um happy hour com produtos da gastronomia local.

17:00 às 23:00 Wine Festival

Festival de vinhos e espumantes brasileiros, gastronomia e música.

Endereço: Rua Coberta, Bento Gonçalves/RS.

30 de Junho de 2018 – Sábado

HORÁRIO ATIVIDADE
00:00 Dia de visitas técnico-turísticas, por adesão.
Flores da Cunha + Farroupilha Manhã: Visita à Vinícola Valdemiz, onde será ensinada aos participantes a técnica do sabrage – abrir o espumante com um sabre ou espada. Em seguida, acontecerá a degustação dos vinhos com queijos e frios na cave da vinícola.Após, almoço no Restaurante Clô, localizado no interior da Vinícola Luiz Argenta e que tem vista panorâmica para os vinhedos da empresa.Tarde: Enotrekking – caminhada entre vinhedos e cachoeira, guiada pela Vinícola Perini, em Farroupilha. Para finalizar, uma calorosa fogueira aguardará o grupo. Em volta dela será servido frios e “quentão” (bebida quente feita a base de vinho com especiarias).

 

Fonte: Felipe Machado – Central de Jornalismo da Difusora