Colhedora mecânica de uva é apresentada e testada com produtores rurais em Bento

Um sistema apresentado na 2ª edição da Feira de Tecnologia para Viticultura (Tecnovitis), realizada em dezembro de 2017 em Bento Gonçalves, foi compartilhado com produtores em um encontro realizado na tarde desta terça-feira, 22, no Sítio de Lazer Zucchi, na Linha Eulália. A iniciativa do Sindicato Rural da Serra Gaúcha (SRSG) objetivou reunir agricultores e técnicos para na prática, observarem o funcionamento de uma colhedora de uva mecânica para o sistema de condução latada.

O protótipo foi desenvolvido pelos irmãos de Nova Roma do Sul, Miguel e Tiago Battistin, e ainda está em fase de testes para posteriormente chegar ao mercado. O equipamento possibilita colher de 4 a 6 mil quilos de uva por hora.

Para o presidente da entidade, Elson Scheneider, que está desenvolvendo um trabalho acadêmico de mestrado com o foco em biotecnologia, “o objetivo é trazer o conhecimento, a estatística, através de um dia de testes levando a informação para os nossos produtores”, destacou.

O viticultor e empreendedor Tiago Battistin, salientou que a máquina foi pensada “pela falta de mão de obra. Como outros países já tem, por que nós não? Começamos então a fazer uma máquina e hoje estamos aí. Dependendo o terreno mais acidentado ainda temos que mudar algumas coisas”, disse.

Produtores rurais de Tuiuty, da comunidade de São Valentim, da Linha Eulália, entre outros locais, estiveram na tarde de testes. Nesta quarta-feira em outra propriedade no Vale dos Vinhedos a iniciativa será repetida.

Os idealizadores já garantiram presença na próxima edição da Tecnovitis, de 4 a 6 de dezembro, como expositores para continuar apresentando a nova tecnologia.

Clique para ampliar as demais imagens:

Fonte e fotos: Felipe Machado – Central de Jornalismo da Difusora