Classe empresarial divulga carta aberta em favor de novo Presídio de Bento

207_presidio1

A classe empresarial de Bento Gonçalves divulgou uma carta aberta para a comunidade favoravelmente a construção do novo Presídio Estadual, que vem sendo debatido e causado recentes encontros entre autoridades locais e estaduais, para a viabilidade de uma parceria público privada.

A carta diz:

Bento Gonçalves vivencia um momento decisivo no que tange ao importante tema da segurança pública municipal: a efetivação da construção do novo Presídio Estadual. De longa data a comunidade reivindica a solução desse déficit e vem sofrendo as consequências negativas dos impasses associados ao projeto – sejam eles relacionados à captação de recursos ou à definição do local escolhido para abrigar a unidade penitenciária. Novamente, a sociedade depara-se com a real oportunidade de sanar essa problemática. E, mais uma vez, esbarra na resistência quanto a escolha do ponto para construção da obra.

Hoje, a realidade de Bento Gonçalves é marcada por um presídio permanentemente superlotado. Sem espaço físico para acolher novos detentos, o Poder Judiciário vê a eficiência de seu trabalho severamente comprometida: é preciso selecionar, dentre os infratores, quais cumprirão pena em regime fechado – sendo obrigatório liberar delinquentes ao convívio social por falta de capacidade carcerária, expondo a população à criminalidade. Já os meliantes que são encarcerados acabam, muitas vezes, relocados para outras casas prisionais – interagindo com outros de perfil muito mais violento ou integrantes de facção, compartilhando informações sobre a região, deixando-a vulnerável à ação de novos crimes.

Essa falta de planejamento carcerário contribui para aumentar a periculosidade dos criminosos no momento de seu reingresso social. Além de solucionar essas duas problemáticas, a construção do novo presídio em Bento Gonçalves segue o novo modelo da SUSEPE, prevendo total regramento dos detentos, integralmente sob responsabilidade e custeio do Estado – inclusive com acesso a ferramentas de ressocialização para o apenado.

Pela soma desses fatores, a construção de um novo presídio é imperativa para Bento Gonçalves. Tal conclusão é inquestionável – da mesma forma que urge a necessidade de remover a unidade de detenção da atual localização – na região central da cidade. Essa situação gera risco iminente para a segurança da comunidade: detentos de periculosidade comprovada estão a poucos metros de moradores, creches, pontos do comércio – extremamente vulneráveis em caso de fuga ou rebelião.

A sugestão do local para abrigar a nova unidade penal foi tomada com base em uma série de argumentos técnicos. O primeiro deles é a localização afastada do eixo central da cidade, em uma região de acesso relativamente restrito, e que, por características geográficas, apresenta dificuldade de comunicação por meio de telefonia móvel. Em que pese o receio dos moradores da localidade no que diz respeito a sua segurança, os temores são prontamente dirimidos pelo aumento obrigatório do tráfego de veículos oficiais pela região – com viaturas circulando 24 horas por dia.

O momento é de colocarmos os interesses coletivos à frente de quaisquer ponderações. Independentemente dos méritos do local escolhido – haverá, sempre, argumentos a favor e também contrários, em qualquer ponto a ser avaliado – o foco deve ser a viabilização da construção do novo presídio. É chegada a hora de tomarmos uma decisão que impactará severamente no presente e no futuro de Bento Gonçalves.

Cabe a nós buscarmos a solução definitiva para a problemática do presídio ou postergarmos, fazendo uso de medidas paliativas – mas cientes do ônus que estamos, obrigatoriamente, infringindo a nossas famílias e às próximas gerações. Temos, diante de nós, a real chance de realizar uma grande melhoria para nossa cidade.

Unidas, as entidades representativas de Bento Gonçalves, que assinam essa carta aberta, conclamam a comunidade a manifestar sua opinião e dizer ‘sim’ à construção do novo Presídio Estadual em Bento Gonçalves – pelo bem de toda sociedade. Sejamos nós conscientes e colaboremos para a construção de um futuro mais seguro para nossa comunidade.

Assinam este documento:

Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves
Laudir Miguel Piccoli

Com o apoio de:

Associação das Empresas de Construção Civil da Região dos Vinhedos – ASCON
(Andrey ArcariAscon)

Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul – MOVERGS
Volnei Benini

Associação dos Jovens Empresários e Empreendedores de Bento Gonçalves
Cristiano Nery

Bento Convention Bureau
Andréia Zucchi

Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves – CDL / BG
Marcos Rogério Carbone

Fundação Parque de Eventos e Desenvolvimento de Bento Gonçalves – FUNDAPARQUE
Sílvio Sandrin

Fundação CONSEPRO de Apoio a Segurança Pública de Bento Gonçalves
Elton Paulo Gialdi

Sindicato do Comércio Varejista de Bento Gonçalves – SINDILOJAS / BG
(Daniel Amadio)

Sindicato das Indústrias de Alimentação de Bento Gonçalves – SINDAL
Valdecir Durli

Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves – SINDMÓVEIS / BG
Edson Peliciolli

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bento Gonçalves – STR / BG
Inês Fagherazzi Bianchetti

Fonte: Exata Comunicação