Cidade de Bento otimista com possível chegada da Havan

havan_planeja_investir_2_bilhoes

O anúncio oficial da Havan de investimentos de R$ 1,5 bilhão em 50 lojas no Estado foi feito nesta semana e isso gerou uma série de conjecturas para a economia da região. A cidade de Bento Gonçalves está otimista em ser uma das 50 contempladas com as lojas, que devem ter instalação relativamente rápida.

Há inclusive informações de que a rede catarinense vem articulando a compra de uma área na Serra há cerca de dois anos. O interesse de instalação é em uma das rodovias mais movimentadas da região, a ligação entre Caxias do Sul e Farroupilha. Interlocutores do dono da Havan, Luciano Hang, já contaram construtoras e proprietárias de terrenos nesta área nobre.

No entanto, Bento Gonçalves já está agindo para não ficar para trás nesta disputa e o clima é de otimismo. O prefeito Guilherme Pasin comenta que a possível vinda da Havan para Bento Gonçalves é um grande sonho para o município. “São mais de 200 empregos por loja. Trabalhamos desde 2016 para isso e fomos até Brusque e oferecemos área para instalação, explanando nossa Lei de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico”, contou.

Pasin ressaltou ainda que a cidade é atrativa por ser polo regional, renda per capta e por ser polo turístico. “Estamos demonstrando boa vontade do Poder Público, contatamos a direção da Havan, formalizamos e refizemos o convite e agora com o aval do Governo do Estado para ter a rede. O que chamou a atenção da Havan foi o fato de irmos a Brusque, eu, o secretário de Desenvolvimento Econômico e o então presidente do CIC Laudir Piccoli termos ido até Santa Catarina”, afirma.

O secretário de Desenvolvimento Econômico Silvio Pasin destacou que  as lojas estão confirmadas para o Rio Grande do Sul, deixando a cidade esperançosa, diante do potencial do município. “O primeiro passo foi o Governo do Estado demonstrar o interesse e estamos otimistas porque a cidade tem todos os requisitos necessários. Serão 50 lojas e nós como 13ª economia do Estado, estamos confiantes neste sentido”.

O presidente do Sindilojas, Daniel Amadio, destacou que sempre que uma empresa tem a possibilidade de se instalar em Bento, há motivos de comemoração. “Haverá empregos diretos e indiretos, porque se alimenta uma cadeia de fornecedores muito grande. Conseguiríamos uma gama de produtos maior e com uma empresa séria e conceituada”, afirmou.