CIC-BG: Bento+20 será presidido por Milton Milan

Após ser oficializado por decreto lei pela prefeitura, o Bento+20 aclamou o engenheiro civil Milton Milan como seu primeiro presidente. A nomeação foi respaldada por representantes das quase 30 entidades integrantes do comitê responsável por pensar a Bento Gonçalves dos próximos 20 anos.

A diretoria, eleita em reunião no Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG) no fim do mês de maio, também terá, como vice, Adelgides Stefenon, e como secretário, Diego Panazzolo. O mandato será até janeiro de 2021.

Para Milan, o momento representa uma grande oportunidade para a cidade evitar erros de avaliação que comprometam seu desenvolvimento, em níveis sociais e econômicos, no futuro. “É claro que é difícil imaginar o futuro, mas precisamos prospectá-lo para não cometer erros hoje”, disse Milan, até então coordenador provisório do conselho.

Tão logo foi anunciado presidente, ele deu início à formação inicial das câmaras técnicas do Bento+20, a partir da escolha de agentes indutores que, em suas áreas de conhecimento, vão fomentar a ideia e incorporar nomes para compor as respectivas equipes.

A primeira ideia é trabalhar com oito segmentos, mas o número e também seus nomes serão formatados ao longo dos encontros, que ocorrerão sempre na última quarta-feira de cada mês, no CIC-BG. As câmaras serão responsáveis pelas ações norteadoras em áreas específicas, como por exemplo mobilidade urbana, tecnologia e turismo.

“Não somos nós, no plenário, que vamos encontrar os caminhos para Bento. Nós seremos partículas das câmaras técnicas que serão montadas dentro de sua expertise”, comentou Milan.

O Bento+20 nasceu a partir de uma sugestão da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), criadora do projeto “O Futuro da Minha Cidade”. A entidade procurou a Ascon Vinhedos para que esse conceito fosse aplicado em Bento Gonçalves. Milan, vice-presidente da Ascon, apresentou o projeto à cidade em abril do ano passado, quando o ex-prefeito de Maringá Sílvio Barros foi um dos palestrantes.

O CIC-BG encampou a ideia e, hoje, lidera o Bento+20 – encontrando uma forma de dar vazão a um projeto similar existente na casa, o Viva Bento.

“Vamos ter a sequência que um projeto desse tamanho merece, pois precisamos continuamente pensar a cidade que queremos. Nessa caminhada, precisamos do apoio de todas as entidades, para que se sintam pertencidas e, ao mesmo tempo, se doem a este projeto que visa o bem da cidade em todas as esferas. Também contamos com todos cidadãos que possam contribuir com ideias e sugestões, além do comprometimento do poder público, o que nos dá a certeza de que é um projeto que veio para ficar e servirá de guia para futuras administrações”, disse o presidente do CIC-BG, Elton Paulo Gialdi, referindo-se que o trabalho do Bento+20 será um parâmetro para a implantação de melhorias em Bento Gonçalves pela prefeitura.

Quem faz parte do Bento+20
1. CIC – Indústria
2. CIC – Comércio
3. CIC – Serviços
4. CDL
5. OAB
6. Fundaparque
7. Fundação Consepro
8. Fundação Proamb
9. Movergs
10. AEARV
11. Ascon Vinhedos
12. Apescont
13. Abepan
14. Aprovale
15. Ascori
16. Observatório Social BG
17. Bento Convention Bureau
18. Hospital Tacchini
19. Sindimóveis
20. Sindibento
21. Simplavi
22. Sindal
23. Simmme
24. Segh – Gastronomia e Hotelaria
25. Sindilojas
26. Rotary Club
27. Faculdade Cenecista
28. UCS – Universidade Caxias do Sul
29. IFRS – Instituto Federal RS
30. Poder Executivo – Ipurb
31. Poder Executivo – Finanças
32. Poder Executivo – Desenv. Econômico
33. Poder Executivo – Prefeito

Crédito: Exata Comunicação