Cerco policial encerra com mais dois presos em Campestre da Serra

Nem mesmo as condições climáticas que assolaram o estado foram capazes de desfazer um dos mais extensos cercos policiais, nas buscas aos criminosos que explodiram a agência do banco do Brasil, em Campestre da Serra.

Após 06 dias de buscas, a exitosa ação da Brigada Militar, chegou ao fim no início da tarde desta sexta-feira (09), com os dois últimos integrantes da quadrilha presos.

Desde a madrugada de sábado, quando ocorreu o ataque ao banco, PMs foram empregados no terreno. Durante as buscas, dois confrontos foram travados, e um dos criminosos, identificado como Fábio Junqueira da Silva, 34 anos, que estava em liberdade provisória acabou morto.

Quatro tentativas de regaste aos presos nas matas da região, também foram frustradas pela BM, e seis pessoas suspeitas de envolvimento foram detidas.

Os mais de 240 mil reais roubados do banco foram recuperados pela BM. Além do dinheiro, foram apreendidas toucas ninja, coletes balísticos, explosivos, dois revólveres, duas pistolas Glock e dois fuzis.

Foram presos Lucas de Oliveira Barbosa, 22 anos, detento do regime semiaberto, Diego Alexandre de Menezes Rios, 26 anos procurado da justiça e a prisão dos dois últimos criminosos, Fernando Santiago Zander, 22 detento em liberdade e Deivyd Possa, 32 anos, um dos assaltantes de banco, mais procurado do estado, deram fim a mais esta imponente ação policial.

 

Redação: Jackson Cardoso – CRPO/Serra
Foto: Brigada Militar