Campus Veranópolis do IFRS produz mais de 300 peças de EPIs para doação a unidades de saúde

O Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) – Campus Veranópolis realiza uma força-tarefa para a produção de equipamentos de proteção individual (EPIs), que são doados para profissionais da saúde e comunidade. Já foram produzidos 50 jalecos, 250 máscaras e 30 toucas. As primeiras entregas foram realizadas a postos de saúde dos municípios de Veranópolis e Nova Prata.

A ação faz parte do projeto do campus Proteção pela Vida – Mobilização para a Produção de EPIs e Ações de Prevenção à Covid-19. A iniciativa conta com o envolvimento de servidores e alunos do campus e voluntários, como costureiras da comunidade de Veranópolis e Nova Prata.

O processo de produção

O material utilizado para a confecção dos EPIs é proveniente de doações e encaminhado para corte e costura. Os EPIs produzidos são esterilizados com o uso de uma autoclave vertical (equipamento usado para esterilização de instrumentos de laboratórios químicos, industriais etc) no campus. “O processo de esterilização é muito importante visto que a produção é comunitária e, assim, descartarmos qualquer risco de contaminação do material”, ressalta Daniel de Carli, diretor-geral do campus. Após a esterilização, os EPIs são embalados com os cuidados necessários e doados para instituições de saúde com maior demanda. Também serão entregues máscaras para as prefeituras realizarem a doações à comunidade.

O projeto segue com a produção de EPIs, e as doações serão realizadas semanalmente.

Fotos: IFRS – Campus Veranópolis/Divulgação