BOE evita série de assaltos na região de Casca e Nova Prata

boe

Policiais militares do 3º Batalhão de Operações Especiais (BOE), de Passo Fundo, evitaram que diversas residências, estabelecimentos comerciais ou até mesmo instituições financeiras (bancos e cooperativas de créditos) na região de Casca e Nova Prata, fossem alvo de criminosos na noite da terça-feira, dia 14 de novembro, e madrugada da quarta-feira, dia 15.

Eles localizaram, após troca de tiros com uma quadrilha na área central de Casca, diversos objetos que seriam utilizados para roubos, furtos ou outros delitos.
Durante patrulhamento ostensivo nas vias urbanas de Casca na operação “Avante/Bancos”, a guarnição visualizou um veículo Toyota Corolla, cor prata, em atitude suspeita. Ao tentar abordar o automóvel, com placas JDD-0019 de Santa Cruz do Sul, o condutor, juntamente com seus comparsas, empreendeu fuga e durante a perseguição houve troca de tiros.

Na rua Pedro Zandoná, o bando abandonou o carro e fugiu a pé. Eles entraram no pátio de uma empresa que dá acesso à rodovia ERS-324. Os policiais do 3º BOE efetuaram buscas nas redondezas, mas não lograram êxito na captura.
Ao realizar uma vistoria no Corolla, os policiais encontraram três mochilas pretas contendo diversos materiais que seriam utilizados para uma sequência de assaltos na região.

Entre eles, um revólver Cal.38 – marca Rossi, dois coletes balísticos, cartela com 10 munições Cal. 38, dois rádios comunicadores, lanternas, celulares, facas, ferramentas diversas (chave de fenda, de boca, alicate, entre outras), toucas ninjas, bonés e jaquetas pretas, entre outros. Um detalhe chamou a atenção e era um indicativo de que o bando agiria: uma caderneta continha diversas anotações, endereços de imóveis de Nova Bassano e Nova Prata, provavelmente alvos da quadrilha.
Os policiais constataram que o automóvel, após consulta ao sistema integrado, estava com placas clonadas. O veículo é de propriedade de um empresário de Passo Fundo, vítima de roubo. As placas originais são IXA-7504. O Corolla foi removido pelo guincho e a ocorrência registrada na Delegacia de Polícia (DP), de Casca.

Texto: Eduardo Godinho/Rádio Aurora