Bento deve ser a primeira cidade gaúcha a ter usina para transformar lixo em energia

usina

Pioneiro no país, o projeto lançado pela Prefeitura de Bento Gonçalves que visa à implantação de uma usina para tratamento e eliminação dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) é tratado como prioridade pelo Governo Estadual. A alternativa que torna possível a transformação dos materiais em energias sustentáveis, por meio de uma Parceira Público-Privada, é exclusiva nesta formatação e será utilizada como case no Rio Grande do Sul.

Diante disso, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Silvio Bertolini Pasin, esteve reunido nesta quarta-feira, 31, em Porto Alegre, com representantes das secretarias estaduais envolvidas, a fim de alinhar o projeto e tratar sobre o apoio institucional para garantir o avanço do estudo em todas as esferas.

“Com o apoio do Estado, conseguiremos resolver todas as questões burocráticas para que o edital seja lançado de acordo com a legislação ainda em abril, e a usina inicie o funcionamento em dezembro. Vamos encerrar o ano dando um grande passo para a transformação do meio ambiente e oferecendo mais qualidade de vida para a população”, ressalta o Secretário.

Participaram do encontro, o secretário adjunto da secretaria Estadual de Desenvolvimento Ciência e Tecnologia, Evandro Fontana, o diretor da Sala do Investidor, Adriano Boff e o coordenador de Projetos e Extensão Produtiva e Inovação, Érbio Assis Webster Andretti.

Em dezembro, a Administração Municipal lançou um chamamento público do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), para o cadastramento das empresas interessadas na construção do empreendimento. Após análise de documentação pelo Comitê Gestor, das sete empresas credenciadas, três foram habilitadas a elaborarem seus projetos de Usina de RSU, para posterior análise das propostas pelo Comitê e lançamento do edital.

Os candidatos aptos a apresentarem seus projetos foram: o engenheiro químico, Antônio Carlos Malmann, de Lajeado (RS), a empresa Econise – Consultoria e Projetos Ambientais LTDA, de Lajeado (RS) e a empresa Planex S/A – Consultoria de Planejamento e Execução, de Belo Horizonte (MG). Os mesmos devem apresentar no final do mês para os representantes das secretarias estaduais, as soluções desenvolvidas por cada um para o Município.

“Entendemos que a iniciativa privada é, direta e indiretamente, fundamental para melhoria de nossa cidade. E esse clima, de parceria, onde o governo apoia os empreendedores e os empreendedores aceitam ser os agentes de transformação de nossa sociedade, é algo que trará muitos benefícios para nosso cidadão”, enfatiza o prefeito Guilherme Pasin.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Foto: Divulgação/ SDECT