Arpa atende denúncia de caça em área de vegetação em Protásio Alves

A Associação Riograndense de Proteção aos Animais e ao Meio Ambiente (ARPA), através do fiscal Jorge Acco, atendeu na manhã deste sábado (30), por volta das 10h, uma denúncia anônima dando conta que pessoas estariam caçando em área de vegetação sem a devida autorização do proprietário na Linha Salete, interior de Protásio Alves.

No local, dois suspeitos foram flagrados em um veículo Montana, placas não informadas, saindo de um matagal com armas, cachorros e alguns objetos. O carona estava com um a espingarda de cal. 20 sobre o colo. Ao serem indagados os suspeitos se tinham autorização para caçar na referida propriedade, a dupla informou que estava no local procurando por um cachorro que estava perdido.

O fiscal da ARPA solicitou aos indivíduos que apresentassem a autorização para estarem na propriedade, sendo dito que não possuíam.

Os dois homens foram detidos e sendo apreendido armas, faca, munição e outros objetos. O registro da ocorrência foi efetuado na Delegacia de Polícia de Nova Prata. A autoridade policial determinou a lavratura de registro simples.