Acusado de estupro e morte de menina Naiara vai a júri no mês de maio em Caxias

Está marcado para o dia 12 de maio de 2020, em Caxias do Sul, o julgamento de Juliano Vieira Pimentel, acusado do assassinato na menina Naiara Soares Gomes. Ocorrido em março de 2018, o caso tramita em segredo de Justiça por se tratar de criança vítima de crime sexual.

O Júri deve ocorrer à portas fechadas com horário marcado para as 9h3omin. Nem público nem imprensa terão acesso ao tribunal do Juri, apenas o magistrado, o réu e seus defensores, representantes do Ministério Público e da Assistência de Acusação e o promotor de Justiça Alexandre Salim que atuará em plenário representando a acusação.

O réu será julgado pelos crimes de estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado (por asfixia; uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e para assegurar a impunidade de outro crime) e ocultação de cadáver. Ele está isolado em uma cela da Penitenciária de Canoas (Pecan) 2, desde o dia 21 de março de 2018.

Relembre o caso:

Naiara saiu de casa no dia 9 de março de 2018, no início da manhã, para ir à escola Renato João Cesa, no bairro São Caetano em Caxias, quando na Rua Júlio Calegari, foi abordado por Souza que a levou pra casa dele, no bairro Serrano, onde a menina foi estuprada e morta. O corpo foi encontrado no dia 21 de março após a policia identificar e prender Souza, que indicou onde tinha desovado o corpo, às margens da barragem do Faxinal.

* Com informações da Rádio Caxias

Foto: Edgar Vaz/Rádio Caxias