Acesso ao crédito rural e financiamentos pauta reunião de dirigentes do setor vitivinícola com banco

Com o objetivo de buscar alternativas para o crédito rural e financiamentos, dirigentes do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e de entidades do setor vitivinícola se reuniram com representantes do banco Bradesco na noite de quarta-feira (22), na sede da Vinícola Dal Pizzol, no distrito de Faria Lemos, em Bento Gonçalves (RS).

A reunião-jantar iniciou com apresentação da conjuntura econômica brasileira e mundial pela economista Regina Helena Couto Silva. Em seguida, os dirigentes de Agronegócio do banco, Reinaldo Bachiega e Cleiton Ienna, mostraram algumas linhas de crédito que podem ser acessadas por produtores de uva, vinícolas e cooperativas. Entre as principais, estão ferramentas para custeio agrícola para médios produtores e empresas e crédito para a aquisição de matéria-prima, maquinário e insumos.

“Temos como umas das principais linhas de atuação a interlocução junto aos governos Federal e Estadual e também a instituições financeiras para ampliar o leque de opções para crédito e financiamento para toda a cadeia produtiva. A presença de viticultores, de representantes da indústria, de cooperativas e de enólogos demonstra o interesse de todo o segmento neste tema”, ilustrou o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá.

Na última semana, dirigentes do setor estiveram em audiência com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller, em Brasília (DF). Na pauta, a solicitação de R$ 400 milhões para o financiamento da safra deste ano – que deve ultrapassar os 600 milhões de quilos – e o aumento do limite de crédito por empresa de R$ 40 milhões para R$ 60 milhões.

Fonte: Ibravin